Como se atualizar sobre Desenvolvimento

Nesse texto vou listar algumas coisas que podem te ajudar nessa difícil (mas não impossível) missão de se atualizar no mundo de Desenvolvimento 😋

Nesse texto vou listar algumas coisas que podem te ajudar nessa complexa missão de se atualizar no mundo de Desenvolvimento.

Meu último artigo foi sobre como estudar, praticar e conseguir oportunidades como (Front-end) Developer, e apesar do assunto também envolver estudos, o foco nesse texto vai ser justamente na chamada atualização profissional, ou seja, estar minimamente por dentro das novidades.

Apesar das dicas estarem levemente enviesadas para Desenvolvimento Front-end, podem ser adaptadas para outras areas da programação.

Não se assuste

Sim, o mundo Developer é frenético, novas soluções, novos conceitos, novas ferramentas e novas bibliotecas surgem praticamente todos os dias.

Apesar de curtir esse ritmo, existem alguns pontos negativos, como a dificuldade para se sentir atualizado e até uma certa desmotivação por conta da ansiedade que essa velocidade toda causa.

Então é bom falar:

Você não precisa saber de tudo que acontece o tempo todo. É inviável e nem faz sentido.

Outra coisa, sempre bato nessa tecla, grande parte das tecnologias que surgem dentro do mundo de desenvolvimento são variações de coisas que já existiam. Falando de Desenvolvimento Front-end por exemplo, em geral surgem novos conceitos e tecnologias baseadas na tríade que sempre usamos: HTML, CSS e JavaScript.

Por isso vale ler:

Como se atualizar

Github

Como sempre digo: Github é uma rede social.

E melhor ainda, é uma rede social baseada em seguidores, ou seja, você escolhe quem segue ou deixa de seguir. Além disso, você provavelmente já está lá todos os dias por conta dos seus projetos.

Isso significa que seguindo as pessoas certas, como core committers dos principais projetos do mundo e pessoas antenadas nas novidades, você literalmente recebe tudo que acontece de mais novo diretamente na sua página inicial do Github.

  • Que projetos elas deram star
  • O que commitaram
  • Que issues abriram
  • Que issues responderam
  • Etc

Também recomento usar o Github Explore, onde você pode ver recomendações baseadas em pessoas que você segue e assuntos do seu interesse, além de ver as tendências filtradas por linguagem, data e região.

Github Explore

É uma boa forma de usar parte daquele tempo de descompressão no trabalho para acompanhar as novidades, sem precisar sacrificar muito do seu tempo livre, fora do trabalho, pra isso.

Essa é uma forma de se atualizar sem precisar fazer praticamente nenhum esforço e recebendo informações direto da fonte.

Twitter

Mais uma rede social baseada em seguidores, assim como no exemplo do Github, você decide qual conteúdo vai aparecer no seu feed. Ou seja, seguindo pessoas que trazem informações e opiniões interessantes, é possível se informar e se atualizar sem fazer muito esforço.

Outra vantagem é a quantidade de caracteres, já foi 140 e hoje é 280. O que é muito bom, porque faz com que as pessoas sejam mais diretas e evitem escrever monólogos para dizer algo que poderiam usar poucas palavras.

Um recurso bastante interessante é a possibilidade de criar thread, onde as pessoas aprofundam sobre determinado assunto através de vários tuites sequenciais, como quando dei 100 dicas sobre desenvolvimento Front-end (e depois virou um artigo que pode ser lido aqui).

Developers que geram conteúdo e criadores de projetos importantes, brasileiros e estrangeiros, geralmente estão no Twitter. Não vou passar uma lista porque não gosto muito de listas desse tipo, mas vale procurar profissionais que você gosta e acompanha-los por lá.

Assim como no caso do Github, é possível receber conteúdo precioso sem fazer muito esforço.

Blogs

2019 e os blogs seguem vivos (cada vez mais vivos).

Conteúdos textuais possuem uma grande vantagem com relação a conteúdos de áudio e vídeo: Todas as palavras são indexáveis. Isso significa que quando alguém vai pesquisar sobre alguma coisa, fatalmente vai cair em conteúdos de texto e é onde os blogs brilham.

Como existem milhares de blogs e fica difícil acompanhar um por um, uma boa ideia é adicionar todos que você mais gosta em um agregador de conteúdo e receber notificações sempre que um novo artigo for lançado.

O Willian Justen escreveu um texto rápido e direto com um passo a passo de como usar agregadores de conteúdo, vale a pena ler: Usando um agregador de conteúdo.

Vídeos

Para quem prefere vídeos, o Youtube está repleto de bons canais com conteúdos de qualidade (em português e inglês), onde é possível se atualizar ou aprender coisas novas.

Muitas pessoas que vão consumir esse tipo de conteúdo transformam esses vídeos em uma espécie de Podcast, já que escutam apenas o áudio e consomem o conteúdo durante o trabalho ou enquanto fazem outras atividades.

Nessa linha, um dos canais que mais curto é do Fábio Akita.

Podcasts

Falando em podcasts, eles estão no auge.

Nos últimos anos surgiram vários podcasts de qualidade, sobre os mais variados assuntos, e o temas de desenvolvimento e tecnologia é um que teve um crescimento interessante nos últimos anos.

Rapidamente posso citar três brasileiros (mas existem outros muito bons, por isso não gosto de listas 😅):

Inclusive cheguei a participar de alguns episódios dos dois primeiros.

Uma das vantagens dos podcasts é a possibilidade de consumir conteúdo enquanto realiza outra atividade como ir e voltar do trabalho.

DEV Community (dev.to)

DEV Community é tipo uma mistura de Medium com Rede Social. Ou seja, developers escrevem artigos (parte deles com muita qualidade) e compartilham coisas que consideram relevantes, desde desafios até listas.

Apesar de ter esse lado rede social, confesso que uso muito mais de forma ativa, ou seja, eventualmente sou levado até algum artigo que foi escrito por lá.

Mas realmente não tenho preparo psicológico e nem tempo para acompanhar outra rede social 😂

Em todo caso, a proposta é bem interessante e muitos conteúdos de qualidade são publicados por lá.

Vale deixar no radar.

Atualização sob demanda

Basicamente é se atualizar conforme os problemas e as necessidades surgem no seu dia a dia.

Muitas vezes fazemos isso de forma inconsciente, por exemplo, quando temos uma dúvida e vamos pesquisar no Google e Stack Overflow. Quase sempre aprendemos coisas além do que estávamos procurando inicialmente.

Então minha sugestão é:

Sempre (sempre não vai, quase sempre) que tiver uma nova task para desenvolver, antes de tudo pesquise alguns benchmarks para descobrir se existem abordagens melhores do que as você conhece até então.

Essa ideia é particularmente interessante pelo fato de você usar seu tempo no trabalho para estudar as melhores práticas do mercado. Por consequência o projeto que você está trabalhando também vai se dar bem, já que vai receber conceitos e códigos mais modernos aplicados nele.

Claro que como tudo na vida, precisa ser feito com parcimônia, eventualmente precisamos lidar com prazos que não fornecem essa flexibilidade (o que é péssimo diga-se de passagem), nesse caso não tem muito o que fazer além de desenvolver usando técnicas que você já conhece.

Minha estratégia

Depois de passar por algumas das formas mais populares para se atualizar, agora vou explicar um pouco como eu faço atualmente.

Primeiro preciso deixar claro que no atual momento, prezo muito por qualidade de vida e tento equilibrar bem a vida pessoal com a profissional, que como imaginam é bastante movimentada.

Na minha carreira já passei por muitas fases, desde estar praticamente acomodado até momentos que estudava e trabalhava mais de 20h quase todos os dias.

Diria para respeitar sua própria fase, ninguém sabe mais de você do que você mesmo.

Vamos lá!

Uso o tempo com sabedoria

O tempo é um recurso finito e uma das coisas mais valiosas que possuímos.

Tenho um texto chamado Uma reflexão sobre salários, valor hora e qualidade de vida em que abordo bastante esse tema: Nosso tempo é escasso e precisamos utiliza-lo muito bem

Sabendo disso, tento não perder tempo com coisas que não agregam.

  • Estou lendo um artigo ou livro, e não estou curtindo? Paro de ler.
  • Estou passando muitas horas em redes sociais? Diminuo o uso.
  • Estou estudando uma tecnologia, mas percebo que ela não é tão útil? Vou estudar outra coisa.
  • Comecei um curso mas não estou gostando da abordagem ou do tema? Procuro outro curso.

Importante deixar claro que não é simplesmente desistir das coisas, largar porque enjoou ou porque falta disciplina para continuar, isso só demonstra falta de uma palavra que está na moda, mas é importante: Resiliência.

Vamos errar, e errar muito. Então o caso aqui é não ter compromisso com o erro e entender que as vezes precisamos assumir o prejuízo.

Se você já fez 20h de um curso de 100h e considera que o conteúdo não vai agregar, é melhor assumir essas 20h como perdidas do que insistir no erro e consumir mais 80h de algo que provavelmente não vai te trazer nenhum retorno.

Possivelmente esse tempo seria melhor investido em outras coisas, inclusive com seu lazer.

Github como página inicial

Primeiramente sugiro que siga bons perfis no Github, especialmente perfis que tem bom nível de atividade por lá, seja commitando seja dando star nos projetos.

Isso porque todas as atividades dessas pessoas vão aparecer na sua timeline.

Colocando como página inicial (do seu ambiente trabalho), você vai receber atualizações sem fazer muito esforço. Como citei anteriormente, sempre vale olhar o Github Explore.

Também costumo deixar o Github aberto, então quando termino uma task ou preciso relaxar, costumo dar uma navegada por lá.

Feed do Twitter

O Twitter talvez seja meu principal feed de noticias e novidades, então é outra rede que utilizo nos momentos de descompressão no trabalho.

A vantagem é que está longe de ser uma rede profissional, então apesar de seguir muitas pessoas com viés de tecnologia que me enchem de informação todos os dias, também sigo perfis de assuntos como futebol e gatinhos 😻

Gatinho com uma florgif de gatinhos animam o dia

Pela manhã leio alguns artigos

Tenho o aplicativo do Feedly instalado no celular, então algumas vezes na semana dou uma lida pela manhã, mesmo que por cima, de novos artigos que foram publicados nos blogs que acompanho.

O legal é que mesmo artigos postados no Medium ou dev.to podem ser adicionados lá, dessa forma sua lista pode ficar bem completa com as mais variadas fontes.

Um tempinho atrás criei uma lista com blogs (brasileiros e gringos) que acompanhava,com o tempo mais pessoas foram adicionado sugestões, pode servir como base no seu feed:

Aprofundo apenas se necessário

Muita coisa nova sai todos os dias, desde libs até conceitos em forma de artigos ou vídeos. Sendo assim a principio acompanho as coisas superficialmente, ou seja, a idéia é muito mais ter uma visão generalista das novidades que surgiram no mercado do que saber profundamente tudo que está acontecendo.

Dessa forma, só me aprofundo em determinado assunto caso me chame muito a atenção ou se esse tema está alinhado com minhas necessidades naquele momento.

Deixo libs e conceitos no radar

Como disse, muita coisa nova sai todos os dias, o que significa que de tempos em tempos coisas muito boas surgem.

É difícil fazer esse filtro inicialmente, muitas vezes boas idéias não se traduzem na adoção delas pelo mercado. O que faço então, é observar quais libs ou conceitos estão sendo mais comentadas, mesmo que ainda sejam hypes.

Um bom exemplo é o Svelte, quando vi algumas pessoas dando stars no Github, li superficialmente e gostei da proposta. Também dei star e passei a acompanhar de longe o repositório.

Dessa forma, vi essa tecnologia crescer e ganhar corpo, a adoção que começou tímida cresceu bastante nos últimos meses e foi legal acompanhar todo esse processo.

Aplico novas libs/conceitos em projetos pessoais

Esse é um passo além do que citei anteriormente. Ou seja, é quando acho que alguma coisa já vale ser aplicada e como nem sempre é possível usar no trabalho, muitas vezes faço isso em projetos pessoais.

Bons exemplos são a atualização do 2.0.0 do Kratos usando Webpack e desse site que você está lendo usando o Gatsby.

Quando achei que era o momento de aprender essas tecnologias, me organizei para que grande parte do meu tempo livre fosse usada para o estudo delas e aplicação nesses projetos.

Uso bem as horas no trabalho

Considero fundamental trabalhar num lugar que permite desenvolvimento pessoal e profissional, usar parte do tempo para se atualizar e evoluir.

Obviamente isso gera grandes retornos para a empresa, visto que toda essa evolução vai ser aplicada em projetos dela, resultando em mais qualidade nas entregas. Então tento usar bem as horas no trabalho, aproveitando tanto durante as tasks quanto nos momentos de descompressão para estudar e me manter atualizado.

Isso evita que eu precise usar muito do meu tempo livre estudando, vai ser necessário sim, de tempos em tempos, mas nem sempre. Então sobra mais tempo para atividades e hobbies que não tenham nenhuma ligação com trabalho.

Essencial para saúde mental, especialmente a longo prazo.

Tento não ser um copo transbordando

Aprendi isso na marra.

Em 2012 fui morar sozinho, longe dos meus pais, com pouco preparo psicológico e nenhuma estabilidade financeira 😱, então passei por perrengues já esperados nessas situações.

Então, entre 2013 e 2014 decidi que precisava evoluir profissionalmente para tentar alcançar um padrão de vida diferente do que tinha naquele momento.

Por conta disso cai de cabeça nos estudos e no trabalho. Em 2014 não só estava estudando um monte de coisas e envolvido com vários projetos open source, como também criei o Meetup CSS e estava trabalhando em nada mais nada menos do que dois empregos.

Julius Oi Julius

Basicamente passei um semestre inteiro trabalhando das ~8:00 as ~17:00 alocado numa empresa e das ~20:00 as ~3:00 em outra empresa remoto. Ainda usava parte do tempo livre, inclusive fins de semana, para estudar, contribuir em projetos open source e organizar o Meetup CSS.

Resultado? Fiquei completamente esgotado mentalmente e fisicamente, perdi peso, me afastei de coisas e pessoas que gostava e terminei o ano tomando remédios para ansiedade, com o médico dizendo que eu estava no limite para desenvolver crises mais sérias.

No começo do ano seguinte enfim comecei a trabalhar full-time remoto, diminui bastante esse ritmo louco, mas demorei alguns meses até me sentir no controle da minha vida novamente. Só consegui me livrar completamente dos remédios para ansiedade uns dois anos depois.

Como sempre digo, os erros e acertos de outras pessoas sempre vão ser os erros e acertos de outras pessoas, mas se pudesse dar uma dica seria essa:

Não tem fórmula mágica. Estude muito e pratique muito para evoluir, não tem outro jeito.

Mas vá com calma!

Respeite seu tempo, seus limites e tente equilibrar sua vida profissional com sua vida pessoal.

Uma carreira sólida é construída com décadas de trabalho duro. Ninguém entra numa maratona correndo no limite, é necessário alternar momentos de intensidade com momentos de mais cadência (além de se hidratar, nunca esqueçam de se hidratar 😋), só assim é possível chegar no fim e conseguir cruzar a linha de chegada.

Conclusão

Principalmente pela dimensão do mercado de desenvolvimento as pessoas ficam perdidas sobre como se atualizar, esse é um artigo que me pediam faz bastante tempo.

Espero que tenham gostado e aguardo comentários.

Nóis!