Lidando com a quarentena do COVID-19

De certa forma o mundo mudou. É importante entender a situação e buscar formas de nos adaptar nesses estranhos tempos que estamos vivendo.

A última vez que escrevi por aqui foi em novembro, ou seja, cinco meses atrás. Naquele momento o coronavírus estava silenciosamente fazendo seus primeiros contágios na China.

Até então, ninguém poderia prever o que viria pela frente dali em diante, nem os impactos que isso traria na economia mundial e nas nossas vidas.

O Estoicismo e nossas vidas

Nesse período de quarentena que pode durar pelos próximos dias ou meses (de novo… não dá pra prever), uma coisa me preocupa bastante:

Nossos próprios pensamentos

Muito tempo sem sair de casa, sozinho(a) ou convivendo com as mesmas pessoas e lendo as mesmas noticias. Mesmo que a internet ajude na interação com outras pessoas, nada substitui o contato fisico, somos uma espécie que vive coletivamente e só por causa disso chegamos até aqui.

Alguma hora só a internet pode não ser suficiente.

Buscar adaptação para continuar cuidando do nosso corpo e mente, torna-se essencial.

Em janeiro, criei uma thread sobre Estoicismo:

A filosofia estóica ensina que a forma que reagimos e agimos diante dos acontecimentos da vida é mais importante do que tentar ter controle sobre tudo.

Isso porque, no fim, nós realmente não temos controle de quase nada.

Lidando com a quarentena

Dito isso, vou falar um pouco sobre como estou lidando com a quarentena.

Como sempre, quero deixar claro que esse texto está falando das minhas próprias experiências, e que naturalmente pode não fazer sentido no contexto de outras pessoas.

Home office

Trabalhei remoto entre 2015~2017, inicialmente foi uma experiência sensacional, mas com o tempo foi perdendo seu encanto e passei a sentir falta de mais contato com outras pessoas.

Quando completei seis meses em home office, escrevi esse texto, ainda em 2015:

Um ponto fundamental do home office é equilibrar o trabalho com atividades do dia a dia, principalmente para aliviar a mente, ver pessoas e impedir uma overdose de trabalho.

Dessa vez a situação é diferente. Um home office forçado, com restrição de circulação pelas ruas.

Nesse caso, além do profissionalismo de sempre para cumprir com as entregas, é importante tomar alguns cuidados:

  • Horário de almoço longe do computador
  • Fazer intervalos de tempos em tempos
  • Sair do ambiente, mesmo que seja pra ir na janela
  • Manter contato frequente com a equipe
  • Ter interações por vídeo ao longo do dia

Atividades físicas

Me pegou em cheio.

Sempre fiz academia, mas nos últimos tempos me acostumei a treinar logo pela manhã, pelo menos 4 vezes na semana. Realmente me ajuda a começar bem o dia por conta da endorfina liberada. Além disso, jogo futebol 1 ou 2 vezes por semana.

Principalmente em períodos como os que estamos vivendo, fazer atividades físicas é essencial.

Primeiro, para compensar um pouco a energia acumulada pelo logo tempo sem sair de casa. Segundo, porque comprovadamente ajuda a aumentar a imunidade e resistência do corpo.

Com as academias e parques fechados, usar a criatividade é fundamental:

  • Pular corda
  • Polichinelos
  • Flexões
  • Abdominais
  • Agachamentos

Além disso, existem vários e vários vídeos no Youtube que ensinam técnicas de exercícios para treinar de tudo: peito, ombro, costas, pernas, braços…

Alimentação

Dentro do possível, mesmo diante da situação crítica que estamos, é importante cuidar da alimentação, especialmente levando em consideração a diminuição das atividades físicas.

Estou evitando comer doces, comidas muito calóricas e bobagens no geral, dando preferência para alimentos mais funcionais.

E como sempre o clichê de ouro:

  • Beber MUITA água

Leitura

Livro e Xícara de CaféCrédito da imagem: byrawpixel

Sabe aquele livro ou material que você estava adiando a leitura? Chegou a hora de colocar tudo em dia.

A Amazon, por exemplo, liberou nos últimos dias diversos ebooks gratuitos, vale dar uma olhada.

Estudos

Sabe aquela tecnologia nova que você queria estudar? Sabe aquela habilidade nova que queria aprender? Sabe aquele novo hobby que queria desenvolver?

Chegou a hora.

Várias plataformas de ensino estão com cursos gratuitos, por exemplo:

E claro, o que não falta são materiais espetaculares e gratuitos em blogs, vídeos no Youtube e etc.

Se você é Front-end Developer, vale ler esses dois textos, onde dou mais dicas para estudar e aprender coisas novas:

Séries, filmes e jogos

Livro e Xícara de CaféCrédito da imagem: Bas Kerkdijk

Também é uma boa hora pra terminar aquela série que não estava dando tempo ou assistir aquele filme que você sempre teve vontade.

Passei muitos meses sem jogar videogame por exemplo. Acabei ligando nos últimos dias para jogar um pouco e realmente ajudou a aliviar o tédio.

Para quem curte jogar online, acaba sendo uma atividade ainda melhor por causa da interação com outras pessoas, já que alivia um pouco o sentimento de isolamento.

Fugir das noticias

Nos próximos tempos vamos ser bombardeados por noticias sobre a pandemia, o coronavírus, o período de quarentena e o caos pelo mundo.

É importante se informar, mas existe uma linha muito tênue entre se atualizar e sofrer overdose de informação, isso vale em qualquer época, mas fica ainda pior em cenários como o que estamos vivendo.

Consumir tudo o tempo todo só vai gerar ansiedade

Estabeleci alguns momentos no dia para me atualizar, de preferência usando o Twitter, especialmente através de cientistas confiáveis como o Atila Iamarino.

Eventualmente leio algumas noticias no G1, mas sem me aprofundar muito e obviamente fujo de noticias através de grupos do WhatsApp.

Não se esqueça que aquilo você consome também te consome.

Não fazer nada

via GIPHY

Em uma sociedade cada vez mais focada em produtividade, e que busca formas de transformar até mesmo o sono em algo ativo, de repente vamos ter uma chance de diminuir o ritmo de alguma forma.

Usar alguns momentos da quarentena para literalmente não fazer nada, sem sentir nenhuma culpa por isso, talvez seja uma ótima ideia.

Sabendo da importância do ócio e do efeito dele na criatividade, quem sabe idéias geniais não surgem a partir disso?

Conclusão

Se tem uma coisa que seres humanos são bons é em se adaptar.

Durante a história da humanidade passamos diversas vezes por períodos complicados e de tempos em tempos somos atingidos por guerras, pandemias, desastres naturais e caos.

Só no século passado, tivemos 2 grandes guerras, várias guerras menores e uma pandemia de gripe que matou milhões de pessoas pelo mundo em 1918.

É raro passar por momentos de aparente tranquilidade como os que estávamos vivendo, chegou a hora de lidar com nossa própria catástrofe mundial.

O mundo vai mudar, mas vamos nos adaptar e seguir o percurso da historia.

A forma que vamos lidar com isso, vai dizer como vai ser nosso futuro

E vocês, como estão lidando? Tem mais dicas para compartilhar?

Deixem nos comentários 🙏